NOTÍCIAS

Fique sempre por dentro do que acontece
Febre amarela deixa o Paraná em alerta 19/02/2019

Febre amarela deixa o Paraná em alerta

A Sesa (Secretaria de Estado da Saúde) do Paraná reforçou ontem a recomendação para a população se vacinar contra a febre amarela, principalmente moradores dos municípios do Vale do Ribeira, ou pessoas que viajam para essa região.

O número de casos disparou no estado de São Paulo no ano passado e neste ano já há suspeitas de morte. Pessoas entre nove meses e 59 anos devem tomar a vacina, disponível nas unidades de saúde. Segundo a Sesa, até o momento não há circulação do vírus no Paraná. Desde julho do ano passado, houve 17 notificações no estado; 15 foram descartadas e duas seguem sob investigação.

O superintendente de Vigilância em Saúde da Sesa, João Luís Crivellaro, disse que a preocupação é com a população de municípios que ficam perto da divisa com São Paulo. Em 2018, o estado vizinho registrou 503 casos (em 2017 foram 103), com 176 mortes. Em reunião ontem com representantes dos 29 municípios que compõem a 2ª Regional de Saúde, que inclui Curitiba, Crivellaro incentivou os agentes de saúde a oferecerem a vacina a todas as pessoas que estiverem nas salas de esperas das unidades de atendimento.

“É inadmissível não perguntar se a pessoa já tomou a vacina. E isso se refere a todos os tipos de imunização”, disse Crivellaro. O setor de Vigilância em Saúde vai intensificar a oferta da vacina em comunidades rurais no norte do estado.

Neste ano, duas mortes que podem ter sido causadas pelo vírus foram registradas na cidade paulista de Eldorado, que fica perto da fronteira com o Paraná. Em Iporanga, macacos foram encontrados mortos. Uma das causas da expansão do vírus foi a baixa cobertura vacinal: 65%, segundo a Sesa de São Paulo.

Fonte: Metro

OUTRAS NOTÍCIAS

Veja aqui outras notícias
FALE COM A FAPA
Previc FAPA

Agência Eureka! Agência de publicidade e propaganda
Obrigado. Responderemos em breve.
X