NOTÍCIAS

Fique sempre por dentro do que acontece
Conselhos se reúnem em agosto e outubro 07/12/2016

Conselhos se reúnem em agosto e outubro

Seguindo o calendário anual, no segundo semestre de 2016 os Conselhos Deliberativo e Fiscal da FAPA realizaram suas reuniões ordinárias nos meses de agosto e de outubro.

Na pauta da reunião de agosto o CD tratou sobre o processo de negociação da venda do Campus Unibrasil, acompanhou as estatísticas dos participantes, empréstimos e benefícios pós-desligamentos do PDV, e aprovou ajustes no regulamento da carteira de empréstimo.

Os resultados da carteira de investimentos também foram apresentados e mostraram uma forte recuperação no período fechando o mês de agosto como rentabilidade acumulada de 9,50%, superando a meta atuarial de 9,25%.

Na reunião de outubro, realizada nos dias 25 e 26, o resultado positivo dos investimentos se confirmou, e a entidade fechou setembro rentabilidade de 10,58%.

Na ocasião o CD também aprovou as Políticas de Segurança da Informação e de Comunicação da Entidade, e um planejamento estratégico de comunicação para o ano de 2017. Acompanhou também, os resultados do Estudo de Aderência das Hipóteses Atuariais, do Estudo ALM e da Carteira de Investimentos.

Conselho Fiscal

O Conselho Fiscal se reuniu nos dias 23 e 24 de agosto e dentre os assuntos também discutiu sobre os resultados do Estudo ALM.
O Estudo ALM é voltado para os investimentos da FAPA e tem o objetivo de encontrar a combinação de ativos financeiros mais compatíveis com as futuras obrigações atuariais do Plano.

Já na reunião de outubro o CF dedicou grande parte da agenda a elaboração do Relatório de Manifestação referente ao 1º semestre de 2016. Além de cumprir exigências legais, o documento representa para o Conselho a oportunidade de externar aos participantes do plano, sua posição quanto aos temas abordados durante o período.

A manifestação contempla as conclusões dos exames efetuados sobre: a aderência da gestão dos recursos garantidores do plano de benefício à legislação e à política de investimentos; a aderência das premissas e hipóteses atuariais e a execução orçamentária; as recomendações a respeito de eventuais deficiências da entidade; análise de manifestação dos responsáveis pelas correspondentes áreas, a respeito das deficiências encontradas em verificações anteriores, bem como análise das medidas efetivamente adotadas para saná-las.

OUTRAS NOTÍCIAS

Veja aqui outras notícias
FALE COM A FAPA
Previc FAPA

Agência Eureka! Agência de publicidade e propaganda
Obrigado. Responderemos em breve.
X